Saúde Mental

Timidez ou Fobia Social?

Quem já não se pegou em uma situação ou outra imaginando o que os outros estão pensando sobre si: o que vão pensar de mim? O que vão achar da minha roupa nova? Será que vão gostar da minha apresentação? Será que vou encontrar pessoas conhecidas na festa? São questionamentos que podem fazer parte do cotidiano da pessoa considerada tímida ou introvertida.

Sem tempo para sofrer

As pessoas vivenciam seus lutos e perdas como se fossem doenças, como se as dores e sofrimentos não fizessem parte da condição humana. Não querem, não se permitem entristecer-se, angustiar-se. Preferem se identificar ou procuram quem as identifiquem como doentes, tomando remédios que amenizem ou retirem completamente qualquer tipo de incômodo, como se todo incômodo fosse algo negativo, abandonando seus próprios recursos internos em prol de soluções imediatas e vindas do exterior.

A cura sempre maior que as feridas

Existe uma crença muito comum às pessoas que determina alguns comportamentos, que liga o passado como único determinante do presente e o futuro e podemos reconhecê-la quando ouvimos ou mesmo dizemos coisas como: - “Eu sempre fui assim, não vou mudar, simplesmente não consigo”; “A culpa é dos meus pais que não deram suporte ou amor suficiente quando eu mais precisava deles”; “Não acredito que as pessoas mudem, sempre farão as mesmas coisas, sempre repetirão seus erros”; “Nunca tive sorte na vida, não tive alternativa a não ser ir por esse caminho e hoje não posso

Páginas